Verão teve 50% menos acidentes com vítimas na Free Way


A Operação Verão 2017/18, encerrada oficialmente nesta segunda-feira (5), teve redução de 51% na quantidade de acidentes com vítimas na Free Way. Na operação anterior haviam sido 65 acidentes com vítima, e nesta foram 32. Também houve redução na quantidade de feridos, que passou de 104 para 85. A temporada compreende o período de 15 de dezembro de 2017 a 5 de março de 2018.

Verão de recordes

O verão também foi marcado por recordes de tráfego: o Ano Novo de 2018 foi o feriado estendido que mais levou veículos à Free Way em direção ao litoral em toda a história da rodovia. Em quatro dias de ida às praias, foram 226,2 mil veículos passando pelo pedágio de Santo Antônio da Patrulha. O fluxo superou o do Réveillon de 2016, quando 208 mil veículos fizeram o deslocamento em quatro dias, e é maior do que até mesmo as movimentações de Carnaval de anos anteriores. Em 2 de janeiro, a Free Way recebeu o maior tráfego na rodovia em um único dia na região litorânea. Passaram pela praça de pedágio de Santo Antônio da Patrulha, no sentido Capital, 92,5 mil veículos. O maior tráfego nesta região em um único dia havia sido registrado no sábado de Carnaval de 2017, com 84 mil veículos em direção às praias. Apesar dessas datas com maior concentração de veículos, o movimento em finais de semana normais não registrou grande variação em relação ao verão passado.

Atendimento operacional

Durante essa Operação Verão, foram atendidas quase 19 mil ocorrências, onde se contabilizam todos os tipos de atendimento, como problemas mecânicos, acidentes e socorro médico, entre outros. O tempo médio de chegada para atendimento médico foi de quatro minutos, e o tempo médio para auxílio mecânico foi de sete minutos. A pane mecânica segue sendo o tipo de ocorrência que demanda auxílio mecânico mais frequentemente: foram 7,5 mil casos desse tipo. Os casos de pane elétrica e de superaquecimento de motor reduziram, respectivamente, em 21% e 10%.

Medidas para melhorar a fluidez do trânsito

Esse verão marcou os cinco anos de uso do acostamento como faixa adicional na volta do litoral. Nessa temporada, ele foi usado por 90 horas, sendo 35 delas ininterruptas, na volta do feriado de Ano Novo. Já na ida ao litoral, o acostamento foi usado como faixa adicional por 31 horas. A Operação Papa Fila, que consiste em disponibilizar funcionários para recolherem os valores do pedágio já nas filas, agilizou a cobrança de 180,5 mil tarifas.


Fonte: Triunfo Concepa - 06/03/2018 às 15:35




Triunfo Concepa
© Concepa - Concessionária da Rodovia Osório-PortoAlegre S/A
Condições do Tempo baseado em WorldWeatherOnline®
Tempo de percurso enriquecido com MapLink®